Resurfacing

  • Laser abrasão por Laser CO2 e/ou Laser Erbio YAG
  • Correção de rugas e cicatrizes profundas de Acne

O resurfacing consiste na destruição controlada das camadas superficiais da pele do rosto, permitindo poupar a parte mais profunda dos folículos pilosos, onde se encontram células que regeneram as camadas superficiais da pele.

Este método de rejuvenescimento destina-se, sobretudo, a pessoas com acne já curado medicamente mas com cicatrizes persistentes.

Também é recomendado para a pessoas com a pele envelhecida (sobretudo por causa da exposição solar) e para indivíduos que têm manchas pigmentadas extensas da face (melasma).

Para que serve?

Esta técnica pode ser útil na melhoria de cicatrizes, rugas, manchas, e lesões superficiais da pele (queratoses actínicas e lêntigos, por exemplo).

Onde se faz?

Em bloco operatório ou sala de pequena cirurgia. Realiza-se em toda a pele do rosto (resurfacing facial) ou por partes (à volta dos olhos ou da boca, nas sobrancelhas ou nas maçãs do rosto).

Ao fim de 24 horas aparece uma crosta fina que cai entre a primeira e a segunda semana após o tratamento. Normalmente, uma só sessão é suficiente para conseguir o resultado desejado. É realizado numa sala de operações, com anestesia local e sob sedação, para que não produza nenhum incómodo.

No pós operatório imediato é natural surgir dor moderada, inchaço, erosões e crostas, que podem ser minoradas com medicação. O efeito adverso mais comum é a hiperpigmentação transitória, acastanhada. A vermelhidão persistente (até três meses) é menos frequente. Infecções e cicatrizes são complicações raras.

Cuidado com…

Pessoas de pele escura, que tomem determinados medicamentos (como a Isotretinoína), com predisposição para cicatrizes anormais, com doença cardíaca, renal ou hepática grave e distúrbios psiquiátricos exigem avaliação cuidada antes de se submeterem ao tratamento. A expectativa irrealista de resultados por parte do doente também deve dissuadir o clínico de efectuar o procedimento.